Do coração ao pulmão: Conheça doenças que afetam mais homens do que mulheres

Problemas cardiovasculares e pneumonia são algumas das doenças que costumam aparecer mais nos homens do que nas mulheres

Postado em 04/12/2017.

A grande maioria das doenças modernas aparecem tanto em homens quanto em mulheres, mas a ciência já comprovou que existem diversos problemas que acabam tendo uma tendência de aparecer mais no organismo do homem do que da mulher, e vice-versa. Isso acontece basicamente em função da forma com os dois corpos acabam funcionando, apresentando diferenças variadas.

Algumas das doenças que são colocadas como “problemas dos homens” são aquelas que afligem uma determinada parte do corpo que só eles possuem, como é o caso da próstata e o tão temido câncer. Mas existem outros problemas mais comuns que, de acordo com pesquisas, podem ter mais chance de aparecer no corpo masculino.

Confira algumas das doenças que são mais comuns entre os homens do que entre as mulheres:

Do coração ao pulmão: Conheça doenças que afetam mais homens do que mulheres

Problemas do coração

A chamada doença cardiovascular é mais frequente nos homens do que nas mulheres, pelo menos é o que mostra uma série de pesquisas. E são justamente nos homens com menos idade, até os 50 anos, que estes problemas acabam surgindo com mais frequência. O corpo do homem acaba sendo mais suscetível a alguns dos principais fatores de risco que causam doenças no coração, tais como a hipertensão arterial, o colesterol elevado, o tabagismo, a diabetes, a obesidade, o alcoolismo e o sedentarismo

Câncer na traqueia, brônquios e pulmão

Este é um outro problema que pode aparecer tanto nos homens quanto nas mulheres, mas pesquisas mostram que o câncer na região que faz parte do sistema respiratório costuma ser mais comum nos homens do que nas mulheres. Um dos principais fatores que contribui para este tipo de doença é a grande exposição ao tabaco, que costuma ser maior entre os homens do que entre as mulheres.

Cálculo renal

Levantamentos feitos em determinados países da Europa mostram que os homens acabam tendo um índice de ocorrência de problemas relacionados ao cálculo renal entre 8% e 19%, sendo que a mesma doença costuma aparecer em 3% a 5% das mulheres. Este é um tipo de levantamento que acaba mudando bastante quando são alterados os fatores regionais, o que pode indicar que seja algo relacionado diretamente ao comportamento das pessoas.

Síndrome da apneia obstrutiva do sono

Essa é uma doença que, apesar de aparecer em menor índice entre as mulheres, com certeza estão entre as que mais lhes incomodam. Isso acontece basicamente porque este tipo de problema é o que costuma fazer com que os homens não consigam ter uma noite tão tranquila de sono, fazendo com que muitos ronquem. Mas o mais grave é quando eles acabam perdendo a capacidade de respirar durante o sono. A obesidade é um dos principais fatores de risco para este tipo de problema, especialmente quando uma grande quantidade de gordura acaba se concentrando na região que fica no entorno da garganta.

Pneumonia

Este é outro problema relacionado ao sistema respiratório que pode aparecer mais em homens do que em mulheres. Isso acaba se devendo a um conjunto de fatores e hábitos que os homens acabam acumulando ao longo da sua vida. Dentre os principais fatores de risco estão tabagismo, institucionalização, imunossupressão (como VIH), doença pulmonar obstrutiva crónica, insuficiência cardíaca, convulsão, acidente vascular cerebral (AVC) prévio com sequelas (nomeadamente na deglutição), cancro, diabetes, doença renal grave.