Melhores atividades físicas para desenvolver o peitoral

Conheça alguns dos melhores e aprenda a realizar cada exercício.

Postado em 16/11/2017.

Não há dúvidas de que as maiores preocupações na estética masculina é o fortalecimento do músculo peitoral, este que inclusive se torna o primeiro colocado nos exercícios desenvolvidos em séries de musculação devidamente praticadas pelos homens.

Em mulheres por exemplo, os músculos do peitoral é importante em especial pela sustentação de estrutura de seios, e estes exercícios deverão ser trabalhados visando aumentar a musculatura na camada inferior do tecido da gordura do organismo.

Em movimentos diários, o peitoral é devidamente utilizado sempre que seja necessário empurrar algo para frente, e por isso ocorre a importância do seu desenvolvimento e a manutenção do dia a dia. A partir disto, ao trabalhar os exercícios de peitoral, é necessário não descuidar de rotação interna dos ombros, para não ficar com a posição cifótica de costas e gerar problemas de coluna. A Cifose é um tipo de termo utilizado para descrever a curvatura externa anormal da coluna vertebral. Caso ela ocorra de forma grave, a condição poderá contribuir para uma aparência corcunda e poderá até mesmo exigir da coluna vertebral para que seja realizado um tratamento.

Quais exercícios são mais recomendados para o peitoral?

Os exercícios de flexão aberta

Este é um tipo de exercício feito no chão, com a posição das pernas devidamente estendidas, a coluna reta e os braços retos no início, posteriormente é a hora de flexionarmos os braços em 90 graus na finalização deste movimento.

Exercícios de supino reto

Este é um tipo de exercício realizado com os cotovelos devidamente flexionados, puxando assim um pouco para baixo na linha dos ombros, utilizando desta forma um ponto de referência na linha dos mamilos ou do peitoral.

Exercício de crucifixo

Este é um exercício praticado com o afastamento dos braços na linha dos ombros, voltando assim com os braços estendidos no centro do corpo.

Conheça os erros mais comuns de treino de peito e não os cometa

Não realizar a expansão do peitoral completa

É fato que ao menos que você estiver realizando treinos de supino fechado para os tríceps, saiba que os exercícios especificamente para o peitoral, são obviamente para o peitoral por exemplo.

Uma particularidade que merece ser citada é que 90% dos praticantes de musculação esquecem deste detalhe.

Geralmente o que vemos são os indivíduos deitando no banco do supino, entupindo a barra de peso, e executando o movimento encostando a barra no peito e a estendendo totalmente os cotovelos e ponto final com os peitos semi relaxados, os ombros participando por completo do movimento, os cotovelos, sendo sobrecarregados e manguito rotator indo para o espaço sideral.

Ao executar a expansão correta do exercício de peitoral, faz com que o peitoral seja melhor trabalhado e os tríceps e deltoides não acabam por ser mais recrutados do que ele, e automaticamente entram em exaustão primeiramente. Se existe um momento para fazer o peito de pombo, este momento é na hora do exercício.

Trabalhar o supino com ênfase ou unicamente nesta extensão

Neste exercício procure posicionar a sua mão conforme faz o exercício e faça a extensão total de cotovelos. Procure descer até os cotovelos formando um ângulo de 90 graus.

Ao observar este simples movimento, é possível ter ideia do erro que a maioria acaba por cometer. Enquanto que muitos instrutores de quinta orientam para que o movimento seja realizado com um ângulo de 90 graus, a biomecânica mostra totalmente o contrário se o intuito for o seu trabalho nos peitorais.

Ao realizar o supino com barra, a barra deverá ser trabalhada na fase baixa, ou seja, próxima do peitoral encostando assim no mesmo levemente.