Saiba os problemas de saúde causados pelos refrigerantes diet

Estudos indicam que impactos para a saúde são relacionados aos refrigerantes dietéticos.

Postado em 11/05/2018.

Os refrigerantes dietéticos são consumidos frequentemente como uma alternativa mais saudável comparando as bebidas convencionais. Em contrapartida, suas consequências em longo prazo sugerem que seu consumo não seja uma opção tão saudável desta forma, por isso confira alguns impactos que os refrigerantes diet podem gerar para a saúde.

Saiba os problemas de saúde causados pelos refrigerantes diet

Dores de cabeça e enxaquecas

Estudos realizados apontam que o aspartame pode ser um desencadeador importante de dores de cabeça e enxaqueca em algumas pessoas.

Os pacientes que possuem uma pré disposição a enxaqueca, apontam o aspartame como um fator desencadeante até três vezes maior do que pacientes que possuem outros tipos de dores de cabeça.

Problemas de depressão

Muitas pesquisas apontam maiores índices de depressão entre os que bebem refrigerantes diet todos os dias. Este consumo frequente das bebidas dietéticas poderá desencadear o aumento de depressão entre idosos.

Pesquisas apontam que pessoas que bebem refrigerantes sem açúcar frequentemente são 30% mais propensos a desenvolver a depressão, quando comparadas as pessoas que não consomem. Agora, pessoas que consomem em média 4 xícaras de café por dia sem açúcar, apresentam menor possibilidade de desenvolver depressão com relação as pessoas que não consomem café.

As doenças cardiovasculares estão presentes

Estudos apontam também que há uma relação entre o consumo regular de refrigerantes dietéticos com as doenças cardiovasculares. Levando em conta as condições de cada paciente, e níveis de colesterol e massa corporal, foi descoberto que os pacientes que consumiam refrigerantes diet diariamente apresentam ao menos 43% mais chances de sofrer de problemas cardiovasculares.

Partos prematuros podem ocorrer

Algumas pesquisas indicam que as mulheres que consomem refrigerantes dietéticos diariamente possuem uma maior chance de ter partos prematuros do que quem não consome. De acordo com pesquisadores, de acordo com a quantidade do consumo, maior são os riscos.

Não foi possível porém, determinar a causa específica para este tipo de relação, em contrapartida, alguns levantamentos realizados anteriormente com animais apontam que o aspartame é o principal fator neste sentido.

Situações de hipertensão e doenças renais

Já está comprovado que os consumidores de refrigerantes diet estão mais propensos a terem pressão alta do que quem não consome. Apesar disto, os pesquisadores não apontam uma razão específica, e se presume que o fato de o refrigerante diet ser associado ao ganho de peso, ele poderá contribuir para situações de pressão alta.

Outra situação pontual que pode ser observada é que o refrigerante diet possui muito sódio, o que acaba desencadeando o aumento de pressão arterial.

Os adoçantes artificiais, proporcionam um aumento na carga de ácidos nos rins, levando assim a um alto teor de fósforo que poderá estar presente nos refrigerantes, em contrapartida, esta conclusão necessita de maiores estudos.

Síndrome metabólica e diabetes do tipo 2

O consumo dos refrigerantes dietéticos conforme algumas frentes de estudos estão associada diretamente a síndrome metabólica incidente, bem como o diabetes tipo 2.

Foi associado através do estudo dos pesquisadores o consumo a um aumento de 36% de chances de desenvolver síndrome metabólica. Há ainda um risco de 67% de desenvolver diabetes tipo 2 comparando ao não consumo da bebida.